Arqueologia pelo Mundo

O canal Arqueologia pelo Mundo é o lugar ideal para mostrar que a Arqueologia não está só nas antigas civilizações, mas também em nosso cotidiano, em detalhes como pequenas tradições familiares e até mesmo no que comemos! São várias as curiosidades históricas que trazemos mensalmente.

YouTube

+96.000 Inscritos

Instagram

+9.900 Inscritos

Twitter

+26.500 Inscritos

TikTok

+8.500 Inscritos

100 anos de tutankhamon

Sobre

Me conheça mais.

Produtos

Faça aqui suas compras.

Assista

Saiba onde me acompanhar.

Imprensa

Matérias com minha participação.

Contato

Entre em contato.

Por que o Egito Ainda Não Recuperou o Busto de Nefertiti?

Uma egiptóloga egípcia, Monica Hanna, aponta que ocorreu um complô entre os Estados Unidos e nações europeias para impedir o retorno do famoso busto de Nefertiti ao Egito.
A rainha, que governou há 3000 anos, teve sua estátua descoberta em 1912 pelo arqueólogo alemão Ludwig Borchardt, que a levou para a Alemanha. Atualmente, exposta no Neues Museum em Berlim, o Egito busca repatriá-la, alegando contrabando.

DESCOBERTAS EM SAQQARA! No Egito, Arqueólogos Descobriram Tumbas com 4700 Anos!

Uma colaboração entre a Universidade de Kanazawa, no Japão, e o Supremo Conselho de Antiguidades do Egito resultou em descobertas arqueológicas significativas em Saqqara. As escavações, realizadas entre agosto e setembro do ano passado e anunciadas em janeiro de 2024, revelaram um túmulo datado da 2ª Dinastia, uma época crucial na formação da identidade egípcia.

As escavações ocorreram na parte norte de Saqqara, uma área previamente não explorada arqueologicamente. Entre as descobertas estão duas estátuas de terracota da deusa Ísis, fragmentos de uma representação do deus Harpócrates montado em um ganso, amuletos dedicados a Ísis e Bés, modelos de cerâmica, ushabtis e ostracos com inscrições hieráticas.

Como os antigos egípcios comemoravam o Ano-Novo?

Os egípcios antigos celebravam o ano novo de uma maneira única. O calendário civil do Egito Antigo tinha 360 dias e 5 dias extras, chamados de “dias epagomenos”. Eles eram adicionados para completar o ano de 365 dias. Esses dias eram dedicados ao nascimento de deuses como Osíris, Hórus e outros.
Além do calendário civil, havia um calendário mais antigo baseado nos ciclos lunares, dividido em 3 estações relacionadas às cheias do Rio Nilo. O Akhet marcava as cheias, o Peret representava a germinação e o crescimento das plantas e o Chemu indicava a colheita.
A marcação de tempo incluía o renascimento da estrela Sopdet (Sírius), que coincidia com as cheias do Nilo. Os egípcios associavam esse evento à chegada da estação Akhet. A festa do ano novo era comumente celebrada em agosto, durante as cheias.

Câmaras Secretas Reveladas na Pirâmide do Rei Sahuré!

Um achado arqueológico recente no Egito está ajudando na nossa compreensão sobre as pirâmides antigas. Dentro da tumba do rei Sahuré, da 5ª Dinastia do Antigo Reino, foram descobertas 8 grandes câmaras até então desconhecidas. Essas estruturas, utilizadas para armazenamento de objetos funerários, confirmam suspeitas de mais de 180 anos atrás.
Localizada na necrópole de Abusir, essa pirâmide, embora pequena em comparação com outras do Egito, revela-se crucial para entender a arquitetura tumular da época. Apesar de sua rampa de procissão ainda ser visível, o templo associado à pirâmide está em péssimas condições devido a inundações.